PUBLICIDADE

As ameaças de Rondão: “Senhores proprietários metam-se à tabela”

O presidente da Câmara de Elvas publicou um vídeo nas redes sociais onde se dirige a promotores imobiliários do concelho: “Senhores proprietários metam-se à tabela”. Em causa está o que o autarca diz ser a não limpeza de terrenos.

Rondão de Almeida não poderia ser mais claro: “Senhores proprietários metam-se à tabela”. E explica: “A partir deste momento estão sujeitos a multas até 20 mil euros”. O desabafo, em tom de ameaça, foi feito pelo presidente da Câmara de Elvas através da sua página de Facebook, onde, sem direito a contraditório, diz ter decidido “dar uma volta” pelos bairros da cidade com o objetivo de “ver se os donos dos terrenos cumpriram as normas para evitar os incêndios”.

Na gravação, o autarca diz estar na Quinta do Paraíso, mas o que encontrou está longe de ser o éden: “O que me é dado a verificar são matos em torno de zonas urbanas, como é o caso de prédios e do parque infantil”.

Segundo Rondão de Almeida, “vê-se que houve da parte da Câmara o cuidado de cortar a erva”, o que não terá acontecido com os proprietários dos terrenos. Daí à advertência e à ameaça de multa é um passo: “Meus caros amigos, era até final de maio que tinham de fazer o corte, não o fizeram, e a partir deste momento não esperem outra coisa a não ser evidentemente um auto que vai ser levantado e caso se tratem de empresas poderá chegar aos 20 mil euros”.

O presidente da Câmara de Elvas acusa os proprietários de “não cuidarem” dos seus terrenos e diz que “a partir deste momento não têm razão para pôr em causa e em risco o que se passa dentro dos nossos bairros”. E acrescentou que uma situação idêntica à que disse ter encontrado na Quinta do Paraíso existe também no Olival do Moreno e na urbanização junto ao Senhor Jesus da Piedade.

Mas há mais. Além da limpeza dos terrenos em Elvas, Rondão de Almeida está também indignado com a falta de limpeza no centro histórico de Évora. Num texto que acompanha uma fotografia, alegadamente tirada pelas 11h30, onde se vê um contentor do lixo a abarrotar, na Rua de Avis, em Évora, o autarca de Elvas escreve que “os contentores possivelmente estão vazios e na sua volta [sic] pode se ver [sic] o amontoado de lixo”. Em Elvas, garante, às 9h00 o lixo do centro histórico “está todo recolhido e as ruas varridas”.

Partilhar artigo:

edição mensal em papel

PUBLICIDADE

Opinião

PUBLICIDADE

© 2024 Alentejo Ilustrado. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.

Assinar revista

Apoie o jornalismo independente. Assine a Alentejo Ilustrado durante um ano, por 30,00 euros (IVA e portes incluídos)

Pesquisar artigo

Procurar