PUBLICIDADE

Évora: Mercadona abre em outubro e vai criar 90 postos de trabalho

A Mercadona vai abrir em outubro a sua primeira loja no Alentejo. Situada no Retail Park de Évora permitirá a criação de 90 postos de trabalho. Ana Luísa Delgado (texto)

A cadeia de supermercados espanhola chegou a Portugal em 2019 e irá fechar 2024 com um total de 60 superfícies comerciais. Uma das novas lojas situa-se no Retail Park de Évora. Sofia Fonseca, responsável pelas relações externas da Mercadona no distrito de Évora não fecha a porta a novos investimentos na região: “Temos vontade de continuar a crescer”.

Peço-lhe que descreva o projeto em Évora?

Terá, à semelhança das restantes lojas da Mercadona em Portugal, um novo modelo eficiente, que incorpora medidas de poupança energética e otimização de recursos. O design desta loja permite facilitar o ato de compra dos nossos “chefes” (como designamos internamente os nossos clientes), oferecendo um melhor serviço, corredores amplos, carrinhos mais ergonómicos e sem moedas, entre outras medidas, para potenciar uma compra mais rápida e confortável. Vão encontrar um sortido diferenciado com uma aposta vincada na qualidade e centrado na satisfação de cinco necessidades: comer, beber, cuidado pessoal, cuidado do lar e cuidado dos animais.

Já há data de abertura?

Será em outubro, permitirá a criação de 90 postos de trabalho e está inserida no investimento total da Mercadona previsto para 2024 de 196 milhões de euros, destinados à abertura de 11 lojas e à conclusão do bloco logístico de Almeirim, que inicia a operação em julho.

Este será o primeiro investimento no Alentejo. Porquê a escolha de Évora?

A escolha de Évora insere-se na estratégia de expansão da Mercadona e representa a entrada num novo distrito, cumprindo assim o nosso compromisso de estar cada vez mais perto dos nossos “chefes”. Temos traçado um caminho sólido de implementação, começando pelo Norte e chegando agora mais a Sul. Continuaremos a apostar na abertura de lojas ao longo dos próximos anos.

Haverá alguma incorporação de produtores locais? Pergunto isto porque as marcas próprias representam 86,5% das vendas da Mercadona?

O fornecedor é um elemento-chave no modelo da Mercadona para cumprir o principal objetivo da empresa: satisfazer os nossos “chefes”. Por isso, estabelecemos com eles uma relação baseada na transparência, na confiança e na planificação. É certo que apostamos muito no desenvolvimento de produtos das nossas marcas próprias e, de acordo com a nossa política de transparência, promovemos há vários anos informação nos rótulos, onde identificamos os fornecedores fabricantes de todos os produtos destas marcas. Pretendemos que sejam relações de crescimento partilhado em que o compromisso com a qualidade e a especialização é incontestável. Ao longo destes quase cinco anos, em Portugal, temos tido a oportunidade de trabalhar com excelentes fornecedores, motivados e com vontade de crescer connosco.

E no caso de Évora?

No distrito de Évora, por exemplo, colaboramos com a Casa Relvas na produção de alguns vinhos alentejanos, um dos favoritos dos “chefes” da Mercadona. As compras a fornecedores portugueses, comerciais e de serviços, têm vindo a aumentar progressivamente desde 2019, passando dos 217 milhões de euros para 1.178 milhões em 2023. Este é um caminho que continuará naturalmente a ser aprofundado.

Estão previstos, no curto prazo, outros projetos de investimento no Alentejo?

A loja de Évora será a primeira da Mercadona na zona do Alentejo, mas temos vontade de continuar a crescer e a expandir-nos por Portugal, o que pode significar também novos investimentos no Alentejo.

Muitos empresários têm-se queixado de dificuldades na contratação de profissionais, sobretudo no interior do País. Este é também um problema vosso?

Temos consciência dos desafios de recrutamento em alguns setores e zonas do país e de que, para poder oferecer um serviço de excelência, devemos contar com recursos humanos de qualidade, o que implica investir nas pessoas e oferecer condições que as satisfaçam e motivem. Os colaborado- res da Mercadona constituem o seu principal ativo. O seu trabalho, esforço e envolvimento diários são fundamentais para que a empresa seja capaz de enfrentar diferentes desafios e continue a crescer num setor muito competitivo. Neste momento, já somos mais de cinco mil colaboradores em Portugal e continuamos a crescer, tendo previsto criar, em 2024, cerca de 1.400 novos postos de trabalho.

Partilhar artigo:

edição mensal em papel

PUBLICIDADE

Opinião

PUBLICIDADE

© 2024 Alentejo Ilustrado. Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por WebTech.

Assinar revista

Apoie o jornalismo independente. Assine a Alentejo Ilustrado durante um ano, por 30,00 euros (IVA e portes incluídos)

Pesquisar artigo

Procurar